Mais de 5.000 já recebem nossos e-mails! Receba Também.

O poder de o ASB conhecer bem os pacientes

0

O poder de o ASB conhecer bem os pacientes

Saber driblar a concorrência é fundamental para qualquer negócio. No post desta segunda-feira, vamos falar de uma atitude simples que pode fazer a diferença na hora de deixar os concorrentes para trás: o ASB conhecer bem os pacientes. A dica também vale para os dentistas e para qualquer profissional da odontologia!

O paciente que recebe um atendimento único e humanizado tende a voltar. É importante ter em mente que qualquer cliente que busca um serviço tem seus medos e suas expectativas. Não é diferente com quem vai a um consultório! Por isso, o ASB deve conhecer bem esses dois sentimentos de cada um para que possa saber lidar melhor com eles.

O segredo é saber ouvir e mostrar interesse!

Qual a melhor maneira de o ASB conhecer bem os pacientes?

Nós entendemos, porém, que é difícil manter uma relação mais próxima com todo mundo. O dia a dia é corrido, né?! Por isso, sugerimos que o auxiliar de dentista sempre tente tirar o máximo de informações sobre o paciente a cada visita. Nada de ficar apenas com os dados para cadastro: nome, endereço, telefone…

O ASB conhecer bem os pacientes inclui checar se o cliente é casado, se ele tem filhos, se ele estuda, no que ele trabalha, quais os hobbies dele, o que ele costuma publicar nas redes sociais… Aqui, a gente lembra que é preciso ter bom senso e ir com calma para não assustar ninguém!

Se o tiver dificuldades na hora da abordagem, o Auxiliar de Saúde Bucal pode explicar que a intenção é conhecer mais  paciente para prestar um atendimento ainda melhor. A gente não tem dúvidas de que o comportamento dele vai mudar quando perceber que o consultório se preocupa com ele e com o que ele sente.

Fica até mais fácil, por exemplo, convencê-lo a aceitar um tratamento proposto pelo dentista. Por isso, nós do Blog ASB recomendamos esse exercício diário de empatia para o auxiliar de dentista, que é quem, na maior parte das vezes, faz o primeiro contato com o paciente!

Aqui no blog, nós já falamos mais sobre fidelização. Que tal usar as redes sociais para manter os clientes mais fiéis?