Mais de 5.000 já recebem nossos e-mails! Receba Também.

Como o ASB gera melhoria na qualidade da assistência odontológica e aumenta a produtividade no consultório?

0

Curso ASB Como o ASB gera melhoria na qualidade da assistência odontológica e aumenta a produtividade no consultório

Já falamos aqui em nosso blog sobre uma medição realizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) que trata sobre o número de profissionais – Auxiliar de Saúde Bucal (ASB) e Técnico em Saúde Bucal (TSB) – que seriam necessários para ajudar um cirurgião dentista. O estudo aponta que o ideal seriam três ASB em um consultório para uma assistência odontológica ideal.

Este estudo trata da importância destes profissionais para o bom funcionamento de clínicas e consultórios odontológicos. Não foi a toa que as profissões de ASB e TSB foram regularizadas através da lei federal 11.889/08.

E não são somente nas clínicas e consultórios particulares que os dois profissionais são essenciais. Eles atuam na assistência odontológica também através do sistema público de saúde, que requer tanto ASB quanto TSB atuando.

Programas como o Brasil Sorridente aumentaram a demanda por estes profissionais. O programa requer uma equipe de assistência odontológica completa, com todos os profissionais necessários.

Mas como um ASB pode melhorar a qualidade da assistência odontológica e aumentar a produtividade dos consultórios? São várias as maneiras destes profissionais auxiliarem. Se você achou um profissional bem qualificado para atuar em seu consultório, certamente os resultados já vão começar a parecer. Confira o que o ASB pode fazer:

Garantir a humanização do atendimento na assistência odontológica

Hoje existem muitos debates acerca da humanização dos atendimentos na área da saúde. Com muita informação conseguida através da internet, as pessoas passaram a ficar mais críticas em relação a tudo. O perfil das consultas também teve que ser alterado. E a assistência odontológica passou por mudanças.

Para atender a nova demanda de pacientes críticos, os profissionais da saúde – os que acompanharam as novidades – passaram a ser mais comunicativos. As dúvidas dos pacientes passam primeiro pelo Google e depois vão para os consultórios. Por este motivo, os profissionais devem estar preparados para serem bombardeados com perguntas.

No caso da assistência odontológica, o primeiro contato do paciente é o ASB. É ele que irá iniciar o atendimento. Por isso, o perfil deste profissional deve ser levado em conta. A simpatia em primeiro lugar. Depois deve ser avaliado a capacidade do ASB atender pacientes ávidos por informação. Um bom ASB irá tirar de letra e garantir que aquele paciente queira retornar a seu consultório.

Organização do material e equipamentos

Um consultório bem organizado irá funcionar mais ativamente. A organização realizada pelo ASB na assistência odontológica se inicia com as fichas dos pacientes. Eles chegam aos dentistas ou aos cirurgiões já com todas as suas demandas ‘descobertas’ pelo ASB. Além disso, conforme o atendimento a ser realizado o profissional auxiliar irá separar os materiais e equipamentos necessários. Ao dentista ou cirurgião cabe somente o procedimento.

Antes a organização e depois a higienização. O ASB deixará tudo pronto para a próxima consulta. Tudo pronto e de maneira correta. Para conseguir sua certificação o ASB passa por um curso no qual ele aprende todos os protocolos de biossegurança.

Ambiente seguro e clientes satisfeitos. Com certeza esta é uma boa fórmula para o atendimento de pacientes na assistência odontológica. Com o auxílio do ASB, a produtividade nos consultórios tende a aumentar consideravelmente.

Quer saber mais sobre a função do ASB nas clínicas e consultórios dentários? Baixe o nosso ebook e confira tudo sobre esta carreira!