Mais de 5.000 já recebem nossos e-mails! Receba Também.

6 orientações que o ASB deve dar ao paciente após uma cirurgia bucal

0
6 orientações que o ASB deve dar ao paciente após uma cirurgia bucal

Uma cirurgia bucal, por mais simples que seja, exige cuidados por parte do paciente. É também papel do Auxiliar em Saúde Bucal (ASB) orientá-lo para que o pós-operatório seja tranquilo e não haja complicações. No post desta segunda-feira, confira 7 orientações que o auxiliar de dentista deve dar logo após a operação.

Cirurgia bucal: como o ASB pode ajudar no pós-operatório

1 – Alimentação, bebidas e cigarro

Depois do procedimento, a atenção com a alimentação deve ser redobrada. Quem passa por uma cirurgia bucal deve optar por comidas mais frias e pastosas. Isso porque os alimentos quentes podem causar hemorragias, já que temperaturas mais altas causam uma vasodilatação na área operada, facilitando o sangramento. Também é importante evitar bebidas alcoólicas e cigarro.

2 – Esforço físico

Logo depois da operação, é preciso descansar! Recomende ao paciente não fazer atividades físicas e focar no repouso durante o pós-operatório. Para que a recuperação seja mais eficiente, o paciente deve deitar em posição mais elevada em relação ao restante do corpo. A medida é para evitar um fluxo sanguíneo grande e, consequentemente, hemorragias.

3 – Compressas frias e quentes

Compressas de gelo no lado externo da boca, nas primeiras horas depois da cirurgia, diminuem o inchaço e evitam hemorragias. Já as compressas com água quente ajudam a amenizar hematomas. Essa recomendação, porém, deve ter a supervisão do dentista.

4 – Higiene bucal

Uma orientação fundamental que deve ser dada pelo ASB é: a higiene bucal deve ser mantida normalmente para evitar infecções. Todo o processo, no entanto, deve ser feito com cuidado para evitar sangramentos. Apenas os bochechos devem ser retomados depois de pelo menos 24 horas da cirurgia.

5 – Medicamentos

Os pacientes devem seguir à risca a prescrição de medicamentos feita pelo dentista. Por isso, é sempre importante o Auxiliar em Saúde Bucal reforçar a importância de ingeri-los conforme a dose e os horários recomendados.

6 – Contato com o dentista

Sangramentos, febre e dores que nunca param devem ser comunicadas o quanto antes. Por fim, instrua o paciente a logo entrar em contato com o dentista quando esses sinais aparecerem depois da cirurgia bucal.

O auxiliar de dentista que se preocupa de verdade com o paciente torna o atendimento muito mais humanizado – e isso pode ser um diferencial em um setor tão concorrido quanto o odontológico! Por isso, ASB, procure ouvir sempre o que eles têm a dizer!

Mais no Blog ASB

Quer mais dicas para a sua rotina de trabalho? No nosso blog, você confere posts que podem ajudar você a ser um profissional ainda melhor. Não deixe de conferir. Até mais!