Mais de 5.000 já recebem nossos e-mails! Receba Também.

ASB: saiba quando é hora de buscar uma nova formação e crescer na carreira

0

Durante muito tempo, a função de Auxiliar de Saúde Bucal não requeria formação específica. Era possível trabalhar junto com os dentistas nos consultórios odontológicos. Hoje, para se firmar na carreira e crescer na profissão, é indispensável se aperfeiçoar e se atualizar, aliando conhecimentos teóricos e práticos para oferecer um serviço de excelência nos estabelecimentos.

O profissional ASB auxilia na instrumentação de procedimentos cirúrgicos, prepara modelos em gesso, realiza atividades de higiene bucal, participa de programas de saúde pública, dentre outras atividades sérias, que exigem profundo domínio e conhecimento. Daí a necessidade de uma formação completa e específica. Se você é um Auxiliar de Saúde Bucal ou pretende se tornar um, continue lendo o nosso artigo e descubra quando é a hora de buscar uma nova formação para ir ainda mais longe na sua carreira. Vem com a gente!

Os processos seletivos na área requerem formação específica?

Tanto os certames públicos, quanto os processos seletivos particulares, atualmente requerem que o ASB tenha formação específica na área. Essa é a garantia de que o profissional é bem preparado e domina aspectos como a gestão em saúde, ética odontológica, anatomia, doenças infecciosas, biossegurança, microbiologia, biofilme dentário, cárie, doença periodontal, utilização de fluoretos, equipamentos odontológicos, ficha clínica, ergonomia, dentística, dentre outros.

Quem pensa que as funções do ASB se limitam à instrumentação cirúrgica e atendimento nos consultórios está muito enganado!

Ter a formação é uma exigência legal?

Se na sua profissão, a formação não é facultativa, mas sim uma exigência legal, a formação específica não deve ser adiada. No caso do profissional ASB, a formação é um requisito básico para se legalizar na profissão. Desde 2009, a legislação brasileira, por meio da lei 11.889, exige que os auxiliares façam um curso com carga horária de 300 horas, além de estágio supervisionado.

Após a conclusão do curso, que deve ser reconhecido no Conselho Federal de Odontologia, o auxiliar estará apto a exercer suas funções, bem como, a obter a carteirinha profissional. Isso aumentará – e muito – as chances de ser escolhido em processos seletivos e de receber bons salários.

Você sente que precisa de uma formação mais ampla?

Ainda que você trabalhe há algum tempo na área odontológica e que realize as rotinas do consultório tranquilamente, talvez no fundo você saiba que isso não é suficiente para crescer na profissão. E não é mesmo! Buscar uma nova formação é uma boa ideia para ampliar e aprofundar seus conhecimentos sobre o mercado, competências do ASB, etiqueta profissional, anatomia dentária, doença periodontal, vigilância epidemiológica,  psicologia aplicada à odontologia, prótese dentária e odontogeriatria, pacientes com necessidades especiais.

Esses e outros aprendizados pertinentes para o trabalho na área você só terá se investir em formação. Fica a dica!

Se as respostas para as perguntas acima foram afirmativas, não tenha dúvidas, pois realmente está na hora de buscar uma nova formação para avançar na carreira de Auxiliar de Saúde Bucal. Conte conosco nessa empreitada!

Ah, e para ficar por dentro da profissão de ASB, clique aqui e baixe o nosso guia exclusivo gratuitamente. Até a próxima e continue acompanhando as novidades do nosso blog!