Mais de 5.000 já recebem nossos e-mails! Receba Também.

Auxiliar de dentista: Conheça 3 principais dúvidas sobre a área

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

auxiliar de dentista

auxiliar de dentista

A profissão é antiga, mas suas regras e especificações só foram definidas há alguns anos com a sua regulamentação em 2008. Por ser recente, ainda existem muitas dúvidas sobre as atividades do auxiliar de dentista.

E não são somente os profissionais que pretendem ingressar na área de auxiliar de dentista que contam com dúvidas quanto à atividade. Os próprios dentistas – geralmente aqueles que ainda não contam com uma equipe composta por auxiliares – contam com dúvidas.

Pesquisadores apontam que no início da regulamentação, muitos profissionais graduados na Odontologia avaliavam que tanto auxiliares quanto técnicos viriam para tomar seu espaço no mercado de trabalho. Mas como era previsto, o técnico e o auxiliar de dentista, só vêm a melhorar as atividades em todas as atuações dos dentistas.

Isso só acontece porque há funções específicas dos componentes da equipe odontológica, que não deixam dúvidas sobre a atividade de cada um destes profissionais. A seguir vamos enumerar algumas das principais dúvidas da área.

1.     Funções do auxiliar competem com as do dentista?

De acordo com a lei 11.889/2008, que regulamentou as atividades do auxiliar de dentista, esse profissional só pode atuar sob a supervisão de dentistas ou cirurgiões dentistas. Dessa maneira, o auxiliar não compete com as atividades de seu chefe, já que é este que irá definir a sua atuação tanto em clínicas e consultórios, quanto em ambientes hospitalares, em casos de cirurgias.

Além disso, são vedadas ao auxiliar de dentista diversas funções que só podem ser realizadas por graduados na Odontologia, como aquelas realizadas na cavidade bucal dos pacientes. Isso porque a qualificação do auxiliar conta com um tempo menor que ao do dentista. Por isso, há grandes diferenciações em suas atividades.

A lei 11.889/2008 alterou o nome do auxiliar de dentista. Este passou a ser chamado Auxiliar de Saúde Bucal (ASB). O auxiliar de dentista era assim chamado antes da obrigatoriedade da sua qualificação.

2.     Auxiliar de dentista precisa de formação?

Como citamos acima, o ASB, antes conhecido como auxiliar de dentista, necessita de um curso de formação para atuar nas clínicas e consultórios. Como atua na área da saúde, a profissão necessita de um amplo conhecimento para zelar pelo bem-estar dos pacientes.

A formação só não era obrigatória antes da regulamentação de 2008, quando qualquer profissional poderia exercer a atividade de auxiliar de dentista. Aí contava muito a questão da experiência, dos anos de atuação em consultórios.

É claro que a experiência continua a ser de grande importância no mercado profissional, mas a certificação é imprescindível para a atividade de auxiliar de dentista. A certificação é conseguida após a conclusão de um curso ASB.

3.     O ASB conta com piso salarial?

Apesar de ser comprovada a importância das atividades do auxiliar de dentista e da sua atividade ter sido regulamentada, o profissional ainda não conta com um piso salarial de sua categoria. Há discussões na Câmara Federal e no Senado quanto ao assunto, mas nada de concreto foi estabelecido.

Pela falta de um piso salarial, há diferenciações significativas em relação aos salários pagos ao ASB. Essa diferença pode se dar nas diferentes regiões do país ou dependendo do porte das empresas que contratam os profissionais.

Conseguiu esclarecer suas dúvidas na área do auxiliar de dentista? Se você conta com alguma em específico que ainda não respondemos, mande para nós em nosso blog. Quem sabe o nosso próximo post não a esclareça.

Auxiliar de Saúde Bucal

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×