Mais de 5.000 já recebem nossos e-mails! Receba Também.

Auxiliar de Saúde Bucal: confira 4 dicas para diminuir o medo das crianças no preparo do atendimento

0

O profissional que atua como Auxiliar de Saúde Bucal precisa estar preparado para uma série de situações e o curso que certifica e regulamenta a profissão dá respaldo para que ele sinta-se seguro para executar a sua função da melhor maneira. Porém, uma situação em específico necessita de grande preparo. Como fazer para diminuir o medo das crianças no preparo do atendimento odontológico? Lidar com o choro, e até com a delicadeza e a fragilidade de uma criança, não há de ser uma tarefa tão simples.

O certo mesmo é que o profissional precisa estar preparado para enfrentar essa situação com o famoso “jogo de cintura”, para fazer com que o trabalho do profissional dentista flua e, principalmente, com que a criança deixe para sempre o medo de ir ao dentista para trás. Você atua como Auxiliar de Saúde Bucal? Confira a seguir algumas dicas básicas, importantes e fundamentais para lidar com essa situação!

O Auxiliar de Saúde Bucal cria a relação de confiança

Quase todas as crianças costumam ter medo de dentista. Em muitos casos, tal medo surge por conta da desconfiança da criança em relação ao dentista. E aí entra o Auxiliar de Saúde Bucal. Tal profissional tem papel fundamental para estabelecer essa relação de confiança entre criança e dentista.

Bem antes de entrar no consultório, ainda na sala de espera, o profissional deve se apresentar a criança, brincar e tentar, dessa maneira, estabelecer a relação de confiança.

Equipamentos médicos podem ser vistos como brinquedos

Quando a criança adentrar ao consultório, deve-se mostrar todos os equipamentos para a criança. Dessa forma, a criança se sentirá mais segura. Mostre os equipamentos, deixe a criança sentar na cadeira, explique para ela como é feito o trabalho, a profissão, enfim, dialogue.

Mostrar as ferramentas ou equipamentos médicos, deixando até mesmo que a criança toque-os, pode estabelecer uma relação que iniba o medo.

Identificando a causa

Assim como todo tipo de profissional que atua diretamente com crianças, o profissional que atua como Auxiliar de Saúde Bucal também precisa ser um pouco psicólogo. Não ao pé da letra, mas deve tentar entender o universo da criança. É importante que identifique se o medo da criança é por birra ou simplesmente medo. Uma das dicas é: identifique se o medo vem de uma experiência anterior negativa ou pelo medo do desconhecido.

Explore o Universo infantil

Para evitar que a criança sinta medo, é fundamental que o atendimento contenha componentes lúdicos. Utilizar músicas, desenhos e brincadeiras no pré-atendimento pode fazer com que a criança relaxe e até “esqueça” de ter medo.  

Faça analogias, como a “picada da formiguinha”, para anestesias, ou o “bichinho do dente”, para cáries. Faça a criança lembrar-se de seus desenhos ou programas de televisão favoritos, converse, interaja. Levar a criança para o seu universo também pode fazer com que ela sinta-se segura e esqueça-se do medo.

Agora que você já tem as dicas para poder diminuir o medo das crianças no atendimento odontológico, que tal aplicá-las no seu dia a dia? Aproveite para pesquisar sobre quais áreas o profissional Auxiliar de Saúde Bucal pode atuar. Confira também um e-book sobre a carreira e suas vertentes!