Mais de 5.000 já recebem nossos e-mails! Receba Também.

Cárie na fase adulta? Veja os sinais, os tratamentos e como prevenir

0
Cárie na fase adulta? Veja os sinais, tratamentos e como prevenir

Dá para ter cárie na fase adulta? A resposta é sim! Mesmo que os nossos hábitos com relação à saúde bucal mudem com o passar dos anos, essa é uma doença que pode aparecer em qualquer idade.

Neste post, nós falamos sobre a cárie na fase adulta – doença que pode ser provocada, por exemplo, pela escovação malfeita, pela ingestão excessiva de doces ou, ainda, pela rotina de higienização bucal incompleta.

Abaixo, confira quais são os sintomas, as formas de tratamento e, claro, dicas de prevenção.

Sintomas de cárie na fase adulta

A sensibilidade é um dos sintomas da cárie.

Fique atento se você sente desconforto ao ingerir bebidas quentes ou frias. A doença também pode ser identificada através de buracos nos dentes e machas escuras nos dentes, além de dor ao morder.

O melhor jeito, na verdade, de diagnosticar o problema é indo ao dentista. No estágio inicial, a cárie não costuma apresentar sinais visíveis a olho nu. Por isso, é importante ir ao consultório odontológico de seis em seis meses.

Um raio-X pode trazer a resposta imediatamente se você está ou não com a doença.

Formas de tratar a cárie

O tratamento contra a cárie varia conforme a gravidade do caso.

Se você visita regularmente o dentista, o problema é descoberto no estágio inicial e, assim, fica mais fácil de tratar. O tratamento com flúor evita que as bactérias continuem atacando o seu dente.

A restauração também pode ser recomendada.

Em casos mais graves, geralmente, parte ou todo o dente é extraído. Depois, uma prótese é inserida.

Quais hábitos previnem a cárie?

Bons hábitos são o segredo para prevenir a cárie na fase adulta e nos outros estágios da vida. Veja, abaixo, algumas dicas que nós separamos:

– Escove os dentes depois de todas as refeições; use uma escova macia e pastas de dente com flúor. Não se esqueça de passar o fio dental, especialmente antes de dormir.

– Diminua o consumo de açúcar. É difícil cortá-lo de vez. Tente substituí-lo, porém, por verduras, carnes, peixes, arroz e feijão. Esses alimentos são boas fontes de flúor.

– Beba muita, muita água. A água estimula a produção de saliva. Quando, na nossa boca, as bactérias começam a atacar os restos de alimentos, a saliva entra em ação para ajudar a recuperar as partes atacadas. Aí, a acidez bucal fica mais equilibrada.

– E, mais uma vez, consulte seu dentista a cada 6 meses!

Quer saber mais dicas sobre saúde bucal? Então, não deixe de acessar o nosso blog.