Mais de 5.000 já recebem nossos e-mails! Receba Também.

Como escolher o dentista?

0

dentista em atendimentoQuais os critérios utilizados pelos pacientes na hora de escolher o dentista? Esta é uma pergunta simples, mas pensar sobre ela pode fazer muita diferença tanto para os pacientes quanto para as equipes que trabalham com saúde bucal. Ao focar em como as pessoas costumam escolher um profissional da Odontologia, os dentistas e seus auxiliares podem direcionar seus esforços para conseguir fidelizar os clientes.

Escolher o dentista por indicação

Pesquisas da área apontam que em um primeiro momento, a decisão de escolher o dentista parte das indicações. Um amigo ou um familiar que frequentou um dentista e gostou do seu atendimento indica o profissional a outra pessoa, que segue seu conselho.

É o famoso marketing boca a boca. E ele só será feito se o atendimento for de qualidade. Ninguém vai indicar um profissional que não o deixou satisfeito. Portanto, o marketing boca a boca tanto pode alavancar como acabar com a clientela de um consultório ou clínica odontológica.

Além da indicação feita pelos próprios clientes, ao escolher um dentista o paciente pode levar em conta a indicação de outro profissional. Isso demonstra que outros profissionais da área confiam no serviço prestado pelos colegas, a ponto de indicá-lo a seus próprios pacientes.

Mas porque um profissional indicaria outro? Pode ser que a necessidade do paciente seja por uma das diversas especialidades da Odontologia: implantodontia, ortodontia, odontopediatria, periodontia…

Atendimento diferenciado

Como já apontamos, ninguém indica um profissional que não gostou para outra pessoa. E o que leva a uma pessoa a fazer um marketing positivo, gratuitamente? Em muitos casos, podemos creditar essa propaganda e a escolha do dentista, ao atendimento realizado na clínica odontológica.

Uma equipe sincronizada que forneça uma experiência agradável para seus pacientes pode ajudar a atrair e manter a clientela. Hoje uma palavra bastante utilizada na fidelização de clientes é o encantamento. O atendimento precisa ser diferenciado. O básico todo mundo faz, mas quem encanta?

Uso de tecnologia como diferencial

Encantamento pode até ser uma palavra difícil quando pensamos nos profissionais da odontologia, mas pode sim ser uma estratégia usada para influenciar o cliente a escolher o dentista. Uma das maneiras é apostar no uso das novas tecnologias para deixar de lado o que historicamente afastou muitos clientes dos consultórios, o famoso medo do dentista.

Hoje há algumas possibilidades no mercado odontológico para minimizar a dor pelo uso de anestésicos, ou diminuir o ‘pavoroso’ barulho das brocas. O investimento inicial pode ser caro, mas com certeza, trará bons resultados.

O preço pode influenciar a escolher o dentista?

Sim, o preço de tratamentos e procedimentos pode ser utilizado como critério no momento de escolher o dentista. Mas especialistas garantem: se o preço não estiver vinculado a um bom atendimento e a resultados satisfatórios, logicamente o cliente não permanecerá e logo  escolherá outro profissional.

Uma das questões a ser consideradas é que os preços devem estar atrelados a todo o serviço prestado, que vai além de um procedimento, por exemplo. Como citamos neste post, o serviço odontológico é composto de uma série de quesitos, do atendimento inicial do Auxiliar de Saúde Bucal, ao tipo de materiais utilizados. O que os dentistas podem oferecer e se diferenciar é quanto às condições desse pagamento.

Como vimos, a escolha do dentista pode ser complexa. Mas se bem avaliada pode trazer muitos benefícios aos consultórios odontológicos. E você, o que está fazendo para atrair novos pacientes? Acesse o nosso blog e nos conte sua fórmula.