Conheça 3 tratamentos para a doença periodontal

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

doença periodontal

Antes de falar sobre a doença periodontal e seus tratamentos, vamos explicar o termo.

Na cavidade bucal há os ligamentos periodontais que são as estruturas que ligam às gengivas aos dentes e aos ossos de sustentação que ficam abaixo das gengivas. Daí o nome da doença que afeta a cavidade ao redor dos dentes.

A doença periodontal é aquela ligada às estruturas que seguram os dentes: tecido gengival, ligamentos e ossos. Elas iniciam da mesma maneira que as cáries dentárias, com o acúmulo das placas bacterianas. E também se caracterizam por um processo inflamatório.

Como afetam as estruturas que sustentam os dentes, estes podem até sofrer um processo de perda de inserção. A doença periodontal pode aparecer por conta da má higienização bucal, e também em pessoas com mais propensão a desenvolvê-las, como fumantes e diabéticos. Estes devem redobrar os cuidados com a saúde bucal.

A gengivite e a periodontite são as formas da doença periodontal. A primeira delas se deve ao acúmulo da placa bacteriana, e a consequente inflamação, logo onde se inicia a gengiva. Um dos sinais do aparecimento da gengivite é o sangramento das gengivas.

Já a periodontite acontece geralmente se não há o tratamento da gengivite. Pois ela acontece quando ocorre o avanço da inflamação da gengiva, se estendendo para os demais tecidos de suporte dos dentes.

Detectando a doença periodontal

O tratamento da doença periodontal terá início após o dentista detectar o problema. O paciente pode ter um indício de que está com a gengivite, devido ao sangramento da gengiva, como já citamos. A dica é procurar sem demora o profissional da Odontologia para iniciar o tratamento e não deixar a inflamação avançar e se tornar periodontite.

O dentista verifica se o paciente está com a doença periodontal por meio da sondagem periodontal, que conta com equipamentos específicos. Quando o sulco gengival – espaçamento entre o dente e a gengiva – está menor que 3 mm o problema detectado é a gengivite, e se estiver maior se caracteriza como a periodontite.

Com a periodontite começa a formação das bolsas periodontais, e o rompimento dos ligamentos das estruturas que dão suporte ao dente.

Raspagem do tártaro do sulco periodontal

O acúmulo da placa bacteriana forma o que conhecemos como o tártaro. No caso da doença periodontal, o tártaro se forma no sulco periodontal. Por isso uma das formas de tratamento é a raspagem desta placa acumulada.

Após a raspagem, é necessário deixar a estrutura logo abaixo da gengiva homogênea. É feito então o chamado alisamento radicular para que o tecido gengival volte a se regenerar.

Irrigação oral

Além da limpeza profunda com a raspagem e alisamento, é possível tratar a doença periodontal com uma irrigação oral nas cavidades afetadas. Nesse caso, o dentista, ou periodontista faz uso de medicamentos específicos que matam as bactérias presentes nos sulcos.

Casos mais graves podem requerer cirurgias

Em casos mais avançados da doença periodontal a cirurgia pode ser necessária. Isso pode ocorrer quando as bolsas periodontais não podem ser limpas com as maneiras mais simples citadas acima. Assim é preciso realizar a abertura dos tecidos para a limpeza.

Quando a mobilidade dos dentes é muito intensa, quando há a periodontite avançada, pode haver necessidade de suporte dos dentes.

Os cuidados diários com a higiene bucal são mais recomendados para se evitar a doença periodontal. E se atente aos sinais!

Uma gengiva saudável tem uma coloração específica. Caso ela apresente inchaço, vermelhidão ou sangramento consulte um profissional. Tratamentos nos estágios iniciais tendem a ser bem mais simples. Verifique quais cuidados devemos ter com a saúde bucal em nosso blog.

doença periodontal

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×