Mais de 5.000 já recebem nossos e-mails! Receba Também.

3 dicas para cuidar bem dos dentes de crianças pequenas

0
3 dicas para cuidar bem dos dentes de crianças pequenas

De leite ou não, os dentes de crianças pequenas devem receber atenção redobrada! E já que o Dia das Crianças é comemorado neste sábado, veja, no post desta sexta-feira, 3 dicas para os papais cuidarem bem do sorriso dos filhos.

A chupeta e os dentes de crianças

As chupetas, independentemente do bico (até o ortodôntico) provocam uma deformidade nas arcadas dentárias pelo simples fato de gerarem um peso para a sucção sustentar.

As de bicos redondos, pouco flexíveis, com abas não anatômicas e argolas penduradas, são ainda mais prejudiciais porque exigem uma força maior de sucção. E quando os pais decidem, então, pendurar fraldas ou objetos nas argolas? Os dentistas têm vontade de chorar! Se a criança apresenta uma tendência familiar a problemas nas arcadas dentárias, os prejuízos podem ser maiores…

Nós sabemos, porém, que o hábito pode ser facilmente adquirido pelas crianças, já que, para os pais, é difícil de ouvi-las chorando. Por isso, a recomendação é dar fim ao costume até os dois anos de idade. Depois, as deformidades nas arcadas dentárias se acentuam. Além do mais, para a criança, fica mais difícil deixar a chupeta com o passar do tempo.

Se for preciso, procure um ortodontista para ajudar no processo.

Os riscos da respiração bucal

A respiração nasal é o principal estímulo para o desenvolvimento dos ossos da parte média da face. Se o ar não entra normalmente pelo nariz, o céu da boca não se desenvolve e, assim, fica estreito. Por consequência, as arcadas dentárias acabam não se encaixando da forma correta.

Aposto que você nem imaginava que um ato são simples poderia causar um estrago tão grande, não é? Além do mais, o respirar pela boca associado a outros maus hábitos – como mastigar de um lado só, chupar chupeta ou o dedo – pode ser ainda mais prejudicial para os dentes de crianças.

Mas não acaba por aí. A respiração bucal pode causar outros problemas ao seu filho, como uma maior predisposição para doenças respiratórias, sono conturbado e ronco ao dormir. Tudo isso leva à sonolência durante o dia e, consequentemente, a um baixo rendimento na escola.

O tratamento precocemente evita muitos problemas no futuro. Para saber se a criança está respirando pela boca, fique atento a sinais: lábios sempre entreabertos, dificuldade de respirar pelo nariz, voz anasalada, olheiras e ronco noturno.

Um ortodontista pode ajudar no diagnóstico e também tratar a mordida se houver alteração, sempre em conjunto com um otorrinolaringologista e um fonoaudiólogo para melhores resultados.

A relação entre aparelhos eletrônicos e o bruxismo

Estudos mostram que o bruxismo e aparelhos eletrônicos podem estar ligados. A luz emitida pelos computadores, celulares, tablets e televisões, principalmente perto do horário de dormir, prejudica o sono. Um sono de má qualidade, por sua vez, pode intensificar o forte ranger ou apertar dos dentes.

Por isso, fique atento se o seu filho apresentar algum desses sinais: dor nos músculos da mandíbulas e na cabeça; desgaste e amolecimento dos dentes; dor e zumbido nos ouvidos; dor no pescoço; e dor nos músculos do rosto.

Para evitar o bruxismo, a recomendação é: coloque o pequeno para dormir em um ambiente escuro por completo e livre de barulho, especialmente da televisão. O mesmo vale para os adultos. Em caso de dúvidas, consulte um ortodontista.

Mais no Blog Curso ASB

Gostou das nossas dicas? Para saber mais sobre saúde bucal infantil, acesse o nosso blog. Feliz Dia das Crianças e até a próxima!