Mais de 5.000 já recebem nossos e-mails! Receba Também.

5 doenças que um ASB pode pegar no trabalho em caso de descuido

0
5 doenças que um ASB pode pegar no trabalho em caso de descuido

Todos os dias, o Auxiliar em Saúde Bucal (ASB) está exposto a uma série de patologias no seu ambiente de trabalho. Por isso, lavar bem as mãos e usar uniforme são tão importantes não só para o bem-estar desse profissional, mas também para a segurança dos colegas e do pacientes. Neste post, veja as 5 principais doenças que um ASB pode pegar em caso de descuido.

Doenças que um ASB pode pegar no trabalho

Gripe

O vírus da gripe fica no ar e, assim, pode ser transmitido até mesmo durante uma conversa com o paciente. Essa é a doença mais comum de ser passada no consultório, especialmente na época de frio. Para evitá-la, é importante que os profissionais estejam com a vacinação em dia.

O cuidado também deve ser redobrado na hora entrar em contato com objetos que tocaram a saliva de quem está doente.

Tuberculose

A tuberculoso afeta o pulmão e, assim como a gripe, também é uma doença transmitida pelo ar. Se o paciente estiver tossindo muito, a chance de contaminação fica ainda maior. A transmissão ainda pode ocorrer pelo contato direto com instrumentos utilizados no paciente.

Hepatite

As hepatites B e C também aparecem na lista de doenças que o ASB pode pegar no trabalho. A transmissão ocorre quando o auxiliar de dentista entra em contato com o sangue contaminado – por isso, a importância das luvas. A hepatite ataca o fígado e pode trazer consequências graves caso não seja tratada adequadamente.

Sífilis

A sífilis é uma Doença Sexualmente Transmissível (DST). A transmissão ocorre, assim como a hepatite, pelo contato desprotegido com o sangue do paciente doente. Caso não seja tratada, ela pode trazer complicações como problemas psiquiátricos, paralisias e abortos espontâneos em grávidas.

Aids

Caso não tome os cuidados necessário, o Auxiliar de Saúde Bucal também pode contrair Aids no trabalho. O vírus HIV é transmitido pelo contato do sangue com feridas mucosas. A doença não tem cura e afeta, principalmente, a imunidade do doente.

Prevenção é o melhor remédio

A exposição às doenças que nós citamos acima é praticamente inevitável. Então, o melhor jeito de evitar ficar doente é a prevenção. Abaixo, veja cuidados importantes para não dar bobeiras.

Quer saber mais sobre a rotina do auxiliar de dentista? Então, veja mais posts do nosso blog! Até a próxima.