Mais de 5.000 já recebem nossos e-mails! Receba Também.

O que significa a sigla CRO na Odontologia?

0

O que significa a sigla CRO na Odontologia?

A sigla CRO é bem conhecida entre os profissionais da Odontologia. Ela é a abreviação de Conselho Regional de Odontologia – o órgão responsável por regular as atividades ligadas à área. Cada estado brasileiro tem o seu. Mas para quê serve o CRO? Por que é preciso ter registro nele para trabalhar com saúde bucal? Veja as respostas aqui!

Além da sigla CRO

Para trabalhar como Auxiliar de Saúde Bucal (ASB), por exemplo, é preciso ter registro no CRO. O mesmo acontece com os dentistas, Técnicos em Saúde Bucal (TSBs) e outros profissionais do ramo.

Além de expedir a carteira profissional do auxiliar de dentista, o Conselho Regional de Odontologia fiscaliza consultórios e clínicas odontológicas atrás de quem não tem a qualificação e o registro necessários para trabalhar.

Esse controle feito pelo órgão serve, principalmente, para proteger os direitos dos pacientes, que procuram serviços de qualidade para cuidar da sua saúde bucal. Essa inspeção também é uma forma de valorizar profissionais que se prepararam para atuar nesses locais.

Quando encontram irregularidades, os fiscais do CRO podem multar as empresas e os empregados, além de outras consequências mais graves.

No dia a dia, o Conselho Regional de Odontologia também atua em campanhas, em atos normativos, em encontros de profissionais e em outras ações para fortalecer e valorizar os seus profissionais. Agora que você já sabe o que significa a sigla CRO e o que esse órgão faz, é hora de descobrir como fazer o seu registro sendo ASB.

Como fazer o registro no CRO sendo ASB?

Com a sua certificação de Auxiliar de Saúde Bucal em mãos, é hora de fazer o seu registro no Conselho Regional de Odontologia. Para isso, basta ir à sede do órgão da região em que você pretende trabalhar com toda a documentação.

Caso o seu registro seja provisório, reúna:

  1. Certidão de conclusão do curso: no caso de Auxiliar em Saúde Bucal, o certificado do curso realizado;
  2. Comprovante de escolaridade: histórico do ensino fundamental ou médio ou certificado de conclusão do ensino fundamental, médio ou diploma de ensino superior;
  3. Cópia da certidão de nascimento (solteiros) ou de casamento;
  4. Cópia dos documentos básicos: carteira de identidade, CPF e título de eleitor;
  5. Documento de alistamento militar (para os homens);
  6. Duas fotos 3×4 recentes;
  7. Duas fotos 2×2 iguais e recentes.

Caso o seu registro seja definitivo, reúna:

  1. Diploma original do curso realizado: ele precisa ser registrado no Conselho Federal de Odontologia (CFO);
  2. Cópia do diploma (frente e verso);
  3. Comprovante de escolaridade (minimamente ensino fundamental);
  4. Cópia da certidão de nascimento ou de casamento;
  5. Cópia dos documentos básicos: carteira de identidade, CPF, título de eleitor (não pode ser usada a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) neste caso);
  6. Documento de alistamento militar (para os homens);
  7. Duas fotos 3×4 recentes;
  8. Duas fotos 2×2 iguais e recentes.

Depois de apresentar os documentos e pagar as taxas, o ASB recém-formado já consegue tirar uma cédula provisória do CRO. Ela permite que o profissional atue como auxiliar de dentista pelo prazo de dois anos.

Já o tempo para o recebimento da carteira definitiva varia de acordo com cada região – geralmente, não excede a validade do registro provisório. Para saber mais sobre o assunto, nós aconselhamos entrar em contato direto com o órgão do seu estado.

No nosso blog, você também encontra mais posts sobre outros órgãos que regulam a Odontologia. Não deixe de ler!