Mais de 5.000 já recebem nossos e-mails! Receba Também.

Você já ouviu falar da Odontologia Desportiva?

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

Odontologia Desportiva

Odontologia Desportiva

Com certeza você já viu algum dos jogadores de futebol dos grandes times ou os boxeadores utilizando protetores bucais. Essa prática começou a ser utilizada a pouco tempo com a Odontologia Desportiva, mas vem se popularizando entre os atletas, e não somente os do futebol ou do boxe. Elas servem para reduzir os riscos do impacto com o esporte, mas também tem outras funções.

Estudos apontam que problemas de saúde bucal prejudicam o desempenho dos atletas durante a prática esportiva. Pesquisadores da Unicamp dizem que o desempenho dos esportistas pode diminuir em até 21% se houver alguma alteração na cavidade bucal.

Uma das alterações que pode diminuir o desempenho dos atletas, e que é corrigida com o uso da placa dentária que citamos no início desse artigo, é a má-oclusão. Uma disfunção na mordida acarreta alterações em todo o corpo do atleta. Até as dores na coluna podem ter sua causa iniciada na boca.

Respiração bucal exige esforço extra

Além disso, a respiração é afetada com a má-oclusão, e o uso da placa auxilia com uma melhoria significativa. Ao contar com dificuldade na respiração, as pessoas acabam por respirar pela boca, o que exige um esforço extra. Situação nada favorável para os atletas, que devem concentrar todos os seus esforços nas competições.

O protetor bucal e a redução dos riscos do impacto

Como destacamos, o uso do protetor bucal pelos atletas ajuda a reduzir, e muito, os riscos do impacto que algumas modalidades esportivas trazem. Conforme a Academia Norte-Americana de Odontologia Desportiva, o uso de protetores bucais reduz em até 80% o risco de perda dentária durante a prática esportiva.

Apesar deste dado, ainda são poucos os atletas que utilizam os protetores bucais. No Brasil, o uso só é obrigatório na prática esportiva do boxe. Países da Europa e também os Estados Unidos já ampliaram a obrigatoriedade para outros esportes que oferecem riscos.

Esportes acarretam traumas orofaciais

E por ainda não ser uma prática convencional nos esportes é que ocorre grande parte dos traumas orofaciais. Sendo a terceira maior causa vista nos hospitais.

Conforme a Associação Brasileira de Odontologia Desportiva (Abrodesp), varia de 33% a 56% as chances dos atletas contarem com contusões ao longo da carreira. Número esse que poderia diminuir significativamente se o uso dos protetores bucais fosse mais recorrente entre os atletas.

Importante ressaltar que os protetores bucais mais adequados são aqueles confeccionados pelos profissionais da Odontologia, respeitando os moldes da cavidade bucal de cada atleta.

Odontologia Desportiva além dos protetores bucais

Apesar de importantíssimo, não é somente quanto ao uso de protetores bucais que o trabalho da Odontologia Desportiva tem relevância. A saúde geral do indivíduo depende de todos os demais sistemas do organismo, e também de sua saúde bucal.

Especialistas apontam que a simples rotina de higiene bucal pode afetar a vida dos atletas. Isso porque uma boca mais propensa a infecções pode acarretar em uma pré-disposição para outras infecções do organismo e ainda prejudicar a recuperação em casos de lesões, por exemplo.

Focando no melhor desempenho dos atletas, e em todas as situações relatadas no artigo, é que muitos profissionais estão se especializando na Odontologia Desportiva. No Brasil, a discussão ainda é recente, mas está tomando corpo por meio da Abrodesp, e das Comissões criadas para debater o tema nos Conselhos Regionais de Odontologia (CRO’s). Saiba mais sobre a importância da saúde bucal em nosso blog.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×