Mais de 5.000 já recebem nossos e-mails! Receba Também.

Qual o papel do CFO para o Auxiliar de Saúde Bucal?

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

Curso SB Qual o papel do CFO para o Auxiliar de Saúde Bucal

O Conselho Federal de Odontologia (CFO) e os Conselhos Regionais de Odontologia (CRO) de cada estado do Brasil são órgãos de fiscalização do exercício dos profissionais que atuam na saúde bucal. Todos os Conselhos zelam pela atuação destas pessoas dentro dos princípios éticos da Odontologia.

Assim como aqueles profissionais que realizaram suas graduações e pós-graduações e estão atuando dentre as ramificações da Odontologia, todas as pessoas que seguem carreira na mesma área devem contar com registro no CRO do estado de atuação. Isto inibe a atuação ilegal de profissionais, além de coibir práticas que fogem dos princípios éticos da profissão.

Assim como o Conselho Federal de Odontologia exerce papel fundamental para toda a comunidade que precisa de serviços de saúde bucal, exigindo profissionais qualificados para atender a todos, a entidade também protege as pessoas que atuam na área da odontologia, ao garantir direitos a estes trabalhadores.

CFO iniciou debates pela regularização do Auxiliar de Saúde Bucal

Foi por meio do Conselho Federal de Odontologia que se iniciaram os debates em torno da regulamentação das atividades do Auxiliar de Saúde Bucal (ASB) e do Técnico de Saúde Bucal (TSB). Após o Conselho Federal de Educação tratar sobre os cursos de qualificação para estes dois profissionais, o CFO começou a disciplinar a carreira, além de fiscalizá-la.

Isto porque a importância tanto do técnico quanto do auxiliar de saúde bucal já vinha sendo constatada por profissionais graduados, que já haviam observado o quanto eles favoreciam e otimizavam os trabalhos em consultórios e clínicas odontológicas.

Os textos realizados no Conselho Federal de Odontologia, e que já haviam sido debatidos entre a classe, deram a base para a lei federal 11.889, aprovada em 2008, que regulamentou o trabalho do técnico e do auxiliar de saúde bucal. A partir de 2009 para se atuar nas duas profissões deve se passar por cursos e contar com certificação do CRO.

Fiscalização para proteger os direitos do ASB

Com a fiscalização em clínicas e consultórios odontológicos, o CFO vem protegendo os direitos do profissional Auxiliar de Saúde Bucal. Assim como em todas as classes, os profissionais contam com deveres – como a realização do curso para atuar e estar em dia com o CRO -, e também com os direitos da categoria.

Ainda há profissionais ASB que atuam sem a certificação do CFO, mas em alguns casos eles atuam como secretários do dentista e realizam outras atividades, que não seriam próprias do Auxiliar de Saúde Bucal. Com a certificação e a carteira profissional, os ASB’s podem cobrar por funções adequadas nos consultórios e clínicas odontológicas. Além disso, podem atuar na Saúde Pública ao realizar e passar em concursos Públicos.

Banco de Dados de todo o Brasil

O CFO também concentra informações quanto aos profissionais, registro e número por regiões do Brasil e também por especialidade. Com isso, todos os que seguem carreira na odontologia, inclusive o Auxiliar de Saúde Bucal, tem um banco de dados com informações atualizadas e de qualidade.

Aqueles que ainda estão buscando informações sobre a carreira também podem utilizar o CFO como fonte de pesquisa. Se você já decidiu que é na área da Odontologia que irá seguir carreira, acesse nosso blog. Lá você encontra informações sobre cursos e especializações.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×