Mais de 5.000 já recebem nossos e-mails! Receba Também.

Os perigos do uso de produtos caseiros para clarear os dentes

0
Os perigos do uso de produtos caseiros para clarear os dentes

Bicarbonato de sódio em pó com suco de limão, água oxigenada, vinagre de maçã, carvão ativado, leite em pó com creme dental… Em uma busca rápida no Google, você pode encontrar uma série de recomendações de produtos caseiros para clarear os dentes.

Mas quem tem bom senso já sabe que misturas baratas podem sair caras por prejudicar a saúde seu sorriso. No post desta sexta-feira, a gente fala dos risos de usá-las e da importância de procurar um dentista na hora de fazer um clareamento dental.

Porque evitar produtos caseiros para clarear os dentes

Bom, muita gente já ouviu falar por aí sobre a combinação do bicarbonato em pó com limão. Entretanto, o que não se divulga são as consequências da utilização.

O bicarbonato de sódio em pó, quando esfregado nos dentes, promove um desgaste superficial. Ele é áspero e, ao ser associado ao limão, ao morango ou a outro ácido qualquer, o estrago é potencializado. Em resumo: o sorriso perde ainda mais substância que protege a superfície dele.

Sim, é isso mesmo que você leu! Não tem clareamento e, sim, desgaste. E quanto mais deterioração os dentes sofrem, mais a camada interna deles – que é amarelada e sensível – fica exposta. Tratar isso pode ficar mais caro do que procurar, logo de cara, um dentista.

carvão ativado, infelizmente, está na moda. Usado no tratamento da água e nas indústrias alimentícia e farmacêutica pelo seu poder de clarificação, desodorização e purificação, o produto tem feito a cabeça de muita gente mesmo sem ter uma eficácia comprovada.

Especialistas afirmam que não há estudos que comprovem que o material clareie os dentes. O que se sabe é que o material até pode remover a placa bacteriana e manchas superficiais dos dentes.

No entanto, assim como a mistura de bicarbonato de sódio em pó com a limão, a ação abrasiva do carvão ativo também provoca consequências graves. Entre elas, o desgaste, a erosão e a exposição da raiz dentária.

Essas implicações acabam deixando o esmalte dentário poroso, quebradiço e mais suscetível a cáries

A Associação Brasileira de Odontologia (ABO), por exemplo, repudia o uso do carvão ativado e afirma que esse e outros produtos caseiros não têm a capacidade de clarear os dentes.

Formas seguras de fazer clareamento dental

Não tem desculpa: hoje, existem muitas opções de tratamentos para todos os tipos de bolso. Um dos mais comuns é o caseiro. O dentista confecciona uma moldeira personalizada para o paciente, que pode usá-la com o gel clareador, por exemplo, ao dormir.

A técnica de clareamento de dentes com laser, por sua vez, só deve ser feita no consultório odontológico. O resultado pode ser visto mais rapidamente, já na primeira sessão. O custo, porém, é maior em relação à opção anterior.

Os dentistas ofertam, ainda, outra técnica para clarear sorrisos. Primeiro, aplicam um gel clareador com concentração mais elevada e, depois, fazem a fotoativação dele por meio de luz.

Ainda existe a opção de clareamento interno – que é recomendado para os pacientes que fizeram o tratamento de canal. O dentista aproveita o acesso anterior ao dente para inserir um produto clareador.

Quer saber mais sobre o assunto e outras dicas de saúde bucal? Então, não deixe de acessar o nosso blog. Tem posts novo toda sexta-feira. Até logo!