Mais de 5.000 já recebem nossos e-mails! Receba Também.

Qual a relação entre saúde bucal e as doenças do coração?

0

saúde bucal e doenças cardíacas

saúde bucal e doenças cardíacas

Quando falamos em um coração saudável logo pensamos em uma alimentação balanceada, acompanhadas de exercícios físicos regulares e outros hábitos saudáveis como evitar o tabagismo e deixar o estresse de lado. São poucas as pessoas que irão ligar a saúde do coração à saúde bucal.

Mas esta é uma das dicas dos cardiologistas para manter longe as doenças cardiovasculares: uma boa higiene bucal. Pode parecer estranho, mas há uma estreita relação entre a saúde bucal e as doenças do coração.

Como no Brasil a maior causa de mortes, conforme o Ministério da Saúde, está ligada às doenças do coração, 31,8% em 2013, a prevenção por aqui deve ser redobrada. Estudos apontam que manter hábitos saudáveis podem reduzir em 80% os riscos de doenças cardiovasculares.

Para que possamos incluir a higiene bucal aos cuidados com todo nosso corpo, vamos contar qual a relação entre a saúde bucal e as doenças do coração. Acompanhe:

Corrente sanguínea ‘transporta’ as bactérias da boca ao coração

Uma simples inflamação na gengiva ou uma cárie dentária pode sim ser motivo de preocupação com a saúde cardiovascular. A migração dos germes e bactérias da boca ocorre pela corrente sanguínea, e chegando ao coração pode causar de arritmia a endocardite bacteriana.

E não são poucos os casos que resultam da relação saúde bucal e as doenças do coração. Pesquisa realizada pelo Instituto do Coração (Incor) apontou que 45% dos casos das doenças coronarianas tiveram origem na boca dos pacientes. Abcessos, cáries profundas, tratamento de canal. Tudo isso pode contribuir no aparecimento das doenças cardiovasculares.

Ampliando atuação dos cirurgiões dentistas

Devido a este alto índice de doenças coronarianas que tiveram origem na cavidade bucal apontado em suas pesquisas, o Incor já atua com uma equipe de cirurgiões dentistas que acompanha seus pacientes.

O órgão quer ainda presença maior dos profissionais graduados da Odontologia nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) dos hospitais. Esta atuação exige uma especialização de dois anos para os dentistas. Além de causar, a má-higienização da boca pode agravar em casos de angina e infarto.

Melhore a saúde bucal e doenças cardíacas

Já vimos que vale mesmo a pena cuidar da saúde bucal, já que ela pode afetar a saúde geral das pessoas e não somente causar as doenças bucais. Escovar os dentes no mínimo três vezes ao dia, após as refeições é importantíssimo no processo de higiene bucal.

O uso de fio dental, apesar de ser dispensado por grande parte da população, não deve ser esquecido. Lembre-se de que o fio ou a fita dental alcançam locais da cavidade bucal que as escovas não alcançam, e seu uso completa a higienização.

Na higiene diária, os enxaguantes bucais também exercem papel importante, e podem ajudar na prevenção da cárie dentária. As visitas periódicas aos dentistas devem ser inseridas aos cuidados e podem evitar a relação entre a saúde bucal e doenças cardíacas. Importante ressaltar que alguns casos de cáries não são possíveis de enxergar sem o auxílio do raio X realizados nos consultórios odontológicos.

Percebemos neste post que a relação entre a saúde bucal e doenças cardíacas pode ser bem mais estreita que imaginamos. Por isso invista em sua higiene dental. Para saber mais acesse o nosso blog.

Auxiliar de Saúde Bucal