Mais de 5.000 já recebem nossos e-mails! Receba Também.

4 siglas que o ASB deve saber de cor

0

siglas que asb tem que saberASB, TSB, CRO, CFO… O Auxiliar de Saúde Bucal pode até saber o significado literal de cada sigla. Mas como surgiu a nomenclatura ASB? Quais as diferenças entre um ASB e um TSB? Para quê serve o CRO? Quem faz parte do CFO? Veja abaixo quatro siglas que o ASB deve saber de cor (e uma breve explicação sobre elas):

ASB – Auxiliar de Saúde Bucal

ASB é a primeira das três siglas que o ASB deve saber de cor. Parece óbvio um ASB saber o que significa ABS, não é mesmo?! Mas e como surgiu o termo Auxiliar de Saúde Bucal?

O ASB já recebeu diferentes nomes durante toda a história da profissão: Auxiliar de Odontologia, Auxiliar de Consultório Dentário (ACD), Auxiliar de Higiene Dental (AHD), Auxiliar de Dentista….

Em 2008, com a regulamentação do trabalho, a categoria ganhou nova nomenclatura. Além da regularização da atividade, a opção de trabalhar em outros lugares que não sejam consultórios odontológicos influenciou essa mudança de nome. Hoje, por exemplo, um ASB pode atuar em uma clínica especializada em radiologia odontológica.

TSB – Técnico de Saúde Bucal

Auxiliar em Saúde Bucal e Técnico em Saúde Bucal (TSB) não são a mesma profissão. Vamos às principais diferenças?

O tempo de formação: o curso para TSB requer um período maior de dedicação.

As atividades: a função do ASB é mais de preparação. É ele quem separa e higieniza os materiais odontológicos e também recepciona e organiza os documentos dos pacientes. Já o TSB faz pequenos procedimentos em pacientes, como a aplicação de flúor e remoção de sutura.

O salário: a remuneração de um TSB pode ser de R$ 200 a R$ 500 mais alta do que a de um ASB.

O curso de Auxiliar de Saúde Bucal pode ser a porta de entrada para quem quer seguir a carreira como Técnico em Saúde Bucal. Por isso, TSB é uma das siglas que o ASB deve saber de cor.

CRO – Conselho Regional de Odontologia / CFO – Conselho Federal de Odontologia

No Brasil, cada estado e o Distrito Federal têm o seu próprio Conselho Regional de Odontologia (CRO). Eles regulam as atividades ligadas à odontologia e integram o Conselho Federal de Odontologia (CFO). Dentistas, Auxiliares de Saúde Bucal e Técnicos de Saúde Bucal (TSB) estão entre os profissionais que devem ‘prestar contas’ a eles.

O fiscais do CRO fazem visitas aos consultórios odontológicos para verificar se todos os profissionais têm a qualificação e o registro exigidos. Caso não possuam, cabe multa aos empreendimentos e a trabalha no local.

O Conselho Regional de Odontologia também tem como objetivo fortalecer e valorizar os profissionais da odontologia. De que jeito? Organizando campanhas, atos normativos e encontro de profissionais. O CRO ainda oferece a opção de pesquisa.

No site de cada regional (e também do CFO), é possível consultar o registro de todos os profissionais da área. Por conta de tanta importância, CRO e CFO são duas siglas que o ASB deve saber na ponta da língua!

Ainda há vários outros termos que todo ASB precisa conhecer. Ficou curioso? Leia mais aqui!