Mais de 5.000 já recebem nossos e-mails! Receba Também.

3 tipos de clareamento para deixar o sorriso amarelo em 2018

0

3 tipos de clareamento para deixar o sorriso amarelo em 2018

Faltam pouco mais de duas semanas para 2018 chegar ao fim e, acredite, é possível começar o ano novo com os dentes branquinhos e a autoestima lá em cima. No post desta sexta-feira, listamos três tipos de clareamento dental para você que quer deixar o sorriso amarelo no passado.

Ah! Nenhum deles inclui carvão ativado. Nós já vimos aqui no blog, mas é sempre bom reforçar: o material até pode remover a placa bacteriana e manchas superficiais dos dentes. A sua ação abrasiva, porém, provoca consequências graves, como o desgaste, a erosão e a exposição da raiz dentária!

3 tipos de clareamento para escolher ainda em 2018

  • Clareamento dental caseiro

No clareamento dental caseiro, o paciente recebe uma moldeira de silicone, onde que aplica o gel clareador – a quantidade deve ser indicada pelo dentista. Em seguida, ela é encaixada aos dentes.

O tempo de uso varia conforme a necessidade e os resultados desejados. Geralmente, a recomendação profissional é usar a moldeira todos os dias, durante algumas horas, de duas a três semanas. Caso o resultado não seja o esperado, a pessoa pode voltar a fazer o tratamento.

Essa costuma ser a opção mais em conta no aspecto financeiro.

  • Clareamento dental no consultório

Se preferir, o paciente tem a opção de fazer o clareamento dental no consultório odontológico, através de um gel clareador com altas concentrações. Para acelerar o processo, pode ser usada uma luz – laser ou LED.

Aqui, o tempo também varia conforme a pessoa, sendo, normalmente, feitas de duas a quatro sessões, de cerca de uma hora, uma vez por semana.

  • Os dois juntos

Ainda é possível conciliar os dois tipos de clareamento juntos, utilizando a moldeira por um determinado período de tempo e realizando o procedimento no consultório antes ou depois.

Ao procurar um consultório odontológico, lembre-se que a seleção do método deve ser feita em conjunto entre o dentista e o paciente.

Nessa escolha, o dia-a-dia e as características dentais da pessoa precisam ser levadas em consideração. Isso porque há casos em que o estilo de vida e o histórico dentário impedem que os dentes fiquem bem branquinhos.

Mesmo assim, com esses tipos de clareamento é possível, sim, alcançar resultados que melhoram (e muito!) a aparência.

Para saber mais sobre como clarear os dentes, acesse o nosso blog. Lá, temos um post especial sobre a grande dúvida: Afinal, clareamento dental dói?