Mais de 5.000 já recebem nossos e-mails! Receba Também.

Qual foi a última vez que você procurou um dentista?

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

dentista

Você lembra quando foi a última vez que foi ao dentista?  Geralmente as pessoas costumam marcar visitas a esses profissionais somente quando há algum incômodo com a saúde bucal. Dor de dente, sensibilidade extrema, ou alguma alteração mais significativa. Esses são alguns dos motivos que levam as pessoas a agendarem uma consulta com o cirurgião dentista.

Mas este costume faz com que os cirurgiões dentistas tenham que visar somente os diagnósticos e tratamentos dos problemas bucais, quando o recomendado seria o foco na odontologia preventiva. Os cuidados frequentes para evitar o aparecimento de doenças bucais. Muito mais simples não é?

Ao procurar periodicamente o dentista, o paciente deixa a sua saúde bucal em dia e pode até evitar o aparecimento de doenças.

Isso porque durante as visitas periódicas, os profissionais da Odontologia fazem não somente a profilaxia, verificando suas condições de saúde bucal, como realizam também as limpezas mais profundas, aquelas que retiram o acúmulo da placa bacteriana e do tártaro.

Problemas bucais podem se agravar sem as visitas ao dentista

A odontologia preventiva prevê os cuidados diários com a higiene bucal e também as visitas periódicas ao dentista. Ao deixarmos os problemas se instalarem, o que poderia ser uma simples recomendação do dentista pode se transformar em um tratamento longo e caro. Isso quando o tratamento não demanda outras soluções, como a retirada de um dente, por exemplo.

Apesar das cáries dentárias não serem mais um grande problema no Brasil, elas ainda acometem muitas pessoas. As visitas periódicas ao dentista poderiam evitar o aparecimento delas ou facilitar o tratamento, em seu início, com uma obturação. As deixar o problema se agravar, tanto os profissionais quanto o paciente terá que realizar o tratamento de canal, procedimento mais agressivo e dispendioso.

Prevenção deve ser focada

E não são somente as cáries que podem ser evitadas com as visitas periódicas ao dentista. Devemos lembrar que há inúmeros problemas que iniciam na boca e podem afetar a saúde como um todo do paciente. Problemas bucais podem, inclusive, causar doenças no coração.

O câncer bucal também poderia ser diagnosticado previamente e, portanto, ter aumentada suas chances de cura, com as visitas periódicas ao dentista. Este câncer que afeta lábios e as estruturas internas da boca pode ser percebido com o aparecimento de lesões na cavidade bucal.

Apesar de não ter grande incidência no Brasil, no último ano a estimativa era de 15 mil novos casos segundo o Instituto do Câncer (Inca), ainda é grande o número de mortes em decorrência deste tipo de neoplasia. Em 2013 foram mais de cinco mil mortes.

Importante ressaltar o diagnóstico precoce e o início dos tratamentos contra o câncer na diminuição dos casos de insucesso do tratamento e óbito.

Conclusão dos tratamentos é essencial

Além da não regularidade das visitas ao dentista, é grande o número de pessoas que não conclui um tratamento indicado por este profissional da Odontologia. Somente o cirurgião dentista é que pode avaliar quando a sua saúde bucal já está ok.

A ausência de dor, que é quando os pacientes costumam abandonar os tratamentos, não quer dizer que o problema já foi totalmente resolvido.

As visitas periódicas ao dentista devem ter início ainda no primeiro ano de vida das crianças e seguir pelo resto da vida. Essa frequência logo cedo, pode fazer com que os pacientes se habituem com esse profissional, e além disso, podem evitar aquele medo de dentista, muito comum em crianças e também em adultos. Saiba tudo sobre a sua saúde bucal em nosso blog.

 

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×