Mais de 5.000 já recebem nossos e-mails! Receba Também.

Usar o enxaguante bucal todos os dias: devo ou não devo?

0

Muitas pessoas têm o hábito de, logo depois de escovar os dentes, fazer bochecho com enxaguante bucal. Você é uma delas? Pois saiba que os dentistas não recomendam usar o enxaguante bucal todos os dias, especialmente se o seu tem álcool na composição.

Usar o enxaguante bucal todos os dias pode provocar um desequilíbrio na flora bucal – uma das consequências é não conseguir sentir mais o gosto dos alimentos. O uso indiscriminado também pode provocar prejuízos aos tecidos gengivais, que sofrem com a ação química desses produtos.

Por isso, a recomendação é usar o enxaguante bucal moderadamente.

Como escolher o melhor enxaguante bucal?

Mas como escolher a melhor opção diante da infinidade de enxaguantes bucais que o mercado oferece? Tem para uso noturno, contra cárie e mau hálito, indicado para clareamento dental, com antibióticos…

Antes da compra, o ideal é consultar um dentista de confiança, que vai avaliar a sua necessidade. Há pacientes, por exemplo, mais propensos à formação do biofilme dentário e ao surgimento das cáries, por exemplo. Nesses casos, a sugestão pode ser por um enxaguante bucal fluoretado.

Qual a forma ideal de usar o enxaguante bucal?

Primeiro, é importante reforçar que o enxaguante bucal deve ser utilizado depois de passar o fio dental e de escovar os dentes.

Para usá-lo da maneira correta, basta seguir as instruções do rótulo: meça a quantidade com a ajuda da tampa, faça bochecho por 30 segundos e, depois, evite o enxague da boca com água para que o efeito não seja minimizado.

Nunca, sob hipótese alguma, engula o enxaguante bucal. A ingestão pode causar náuseas e diarreia.

Aliado a outros cuidados e usado do jeito correto, o enxaguante bucal pode proporcionar hálito refrescante, proteção contra a proliferação de bactérias e dentes mais brancos. No nosso blog, tem mais posts sobre saúde bucal. Confira!